Archive for maio \27\UTC 2012

27/05/2012

Cresceu lhe faltando sempre. Acostumou-se homem desde novo, e nunca teve tempo pra suas dores. Quando de quem mais gostava morreu, vieram lembranças, ficou comovido. Pela primeira vez, chorou.

I try to hide the tears in my eyes
‘cause boys don’t cry

22/05/2012

Olhou para os lados, tentou se aproximar, sorriu. Estendeu a mão, pediu um abraço. Beijou, quando foi empurrado e caiu. Levantou. Olhou para os lados, tentou se aproximar, sorriu.

De que amor prisão me tece?

19/05/2012

Dançava, comia e assistia a filmes sozinho. Ria alto sozinho. Quando deitava, era sozinho. Dormia sempre sozinho. Mas tinha sonhos de nunca mais acordar: sozinho.

Nada lhe pertence mais que seus sonhos