Decidiu largar o emprego e despediu-se dos amigos. Fez as malas. Passou chave na sua única porta e saiu. Partiu sabendo que só assim poderia voltar.

Quem sofre tem que procurar razão para viver

Anúncios

9 Respostas to “”

  1. Felipe A. Carriço Says:

    Voltar é a última esperança.

  2. sunflower Says:

    Semana passada vi um filme lindo de nome terrivelmente brega: O Brilho de uma Paixão.

    O filme é sobre o romance do poeta John Keats com Fanny Brawne (que era meio que uma fashionnista da época). Numa das cenas, ela pede para o poeta lhe ensinar a ‘entender’ poesia, ele a explicou que era como entrar num rio, a diversão não está em chegar na outra margem, mas sim, no banho.

    Para mim, essa explicação também calha muito bem para a vida. Não a razão para chegar na outra margem, só aproveitar o banho o máximo possível.

  3. Dario Says:

    É inevitável partir.

  4. Clarissa Says:

    Ou procurar razão no sofrer… Exixtirá razão?
    lindos os contos!

  5. Os números de 2010 « o escafandrista Says:

    […] untitled novembro, 2010 8 comentários […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: