Quanto mais remédios a mandavam tomar, menos tempo se mantinha desperta. Dormia. Os médicos estavam preocupados com as consultas e suas vendas. A família, com o que iam dizer da moça. Ela, por fim, queria saber quando conseguiria acordar. Ela tentava acordar.

Há um silêncio dentro de mim

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: