Os operários uns deitados, outros esticados faziam o descanso do almoço. O mais novo era o único que restava de pé, após horas de trabalho na obra. Com sol e com sede, pensavam naquele instante a mesma coisa: queriam todos ficar calados.

Sentou pra descansar como se fosse um pássaro

Anúncios

9 Respostas to “”

  1. iarinha Says:

    Me lembrou Silvio Rodriguez:
    “En el borde del camino hay una silla
    La rapiña merodea aquel lugar.
    La casaca del amigo está tendida
    El amigo no se sienta a descansar.
    Sus zapatos desgastados son espejos
    Que le queman la garganta con el sol…”

  2. J.D. Crespo Says:

    Ótimo, ótimo…

    (Sobre a música, tem algo que eu sempre pensei nela:
    “Comeu feijão com arroz com se fosse o máximo”
    será que daí surgiu a marca de arroz Máximo?
    porque então seria…
    “Comeu feijão com arroz como se fosse o Máximo”)

  3. J.D. Crespo Says:

    Ótimo, ótimo.

    (Sobre a música, tem algo que eu sempre pensei nela:
    “Comeu feijão com arroz com se fosse o máximo”
    será que daí surgiu a marca de arroz Máximo?
    porque então seria…
    “Comeu feijão com arroz como se fosse o Máximo”)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: