Ofereceu ajuda à moça cega que parou para atravessar. Estendeu o braço, ela logo cruzou o seu no dele. Ao chegar ao outro lado da rua, agradeceu e, como se enxergasse, virou para trás, sentindo ele se afastar. O rapaz iria longe e nem imaginava o que ela já sabia: a moça cega teria ainda muitas ruas para atravessar.

Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara

Anúncios

Uma resposta to “”

  1. Flah Queiroz Says:

    Vai soar repetitivo, mas… adoro visitar seu blog!

    ;)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: